O idioma do site foi reconhecido automaticamente – The language of the website has been recognised automatically
  • lowheader_1

Ramo de negócio

 

Hoje, as máquinas florestais projetadas para o método de colheita  por corte-no-comprimento (CTL) estão aumentando sua parcela de participação no processo de colheita de  madeireira mecanizada especialmente fora dos países nórdicos. Entre os benefícios do método de corte-no-comprimento (CTL) podemos incluir a  alta produtividade do trabalho e conscientização ambiental em relação a outros tipos de colheita de madeira mecanizada.

A colheita mecanizada de madeira utilizando o método corte-no-comprimento (СTL) fornece potencial para fornecimento de madeira com produtividade para áreas de corte raso e desbastes. A madeira pode ser utilizada de forma mais precisa e as de pequeno diâmetro também são colhidas de maneira eficiente. A produtividade por unidade de máquina é alta. Ao mudar para o método CTL as operações de abate são mais diversificadas e completas, os operadores das máquinas executam procedimentos mais precisos durante a operação e ajudam na manutenção diária da máquina, o operador também aprende sobre sustentabilidade e, em particular, a consideração dos valores ambientais e as diretrizes de manejo florestal no planejamento da colheita das áreas definidas para o corte.

Na colheita de madeira com foco no cliente, a árvore é cortada de acordo com as necessidades do cliente final, ainda na floresta. Usando os computadores e sistemas de medição disponíveis no harvester, o operador processa as toras exatamente no tamanho desejado, aumentando significativamente o valor agregado. O corte automatizado das toras permite ao operador mais tempo para a inspeção de qualidade. No método CTL, o manuseio da madeira é reduzida e diferentes variedades podem ser transportados diretamente para as fábricas e/ou serrarias.